Jovem Aprendiz

Como funciona o projeto

De acordo com o estatuto da Criança e do Adolescente, é proibido o trabalho ao jovem menor de 16 anos, sendo apenas permitido o trabalho entre 14 a 24 anos enquanto aprendiz e a lei nº 10.097 e demais resoluções, vem regulamentar esta forma de trabalho.

As empresas que se enquadram na categoria de obrigatoriedade de contratação de Jovens Aprendizes, podem firmar convênio com nossa entidade.

Durante o período de contrato de aprendizagem (2 anos), o jovem executa suas atividades práticas na empresa e nossa entidade continua com as aulas teóricas e passa a acompanhar suas atividades escolares e profissionais até o final do contrato.

Reuniões bimestrais com os pais, relatórios enviados pelas escolas onde os jovens estudam e pelas empresas onde ele é aprendiz, dão subsídios a nossa entidade no trabalho de formação dos jovens.

É importante ressaltar que nosso objetivo principal não é apenas dar emprego ao jovem, mas contribuir na formação do seu caráter, para que ele tenha uma visão positiva de futuro, perceba que pode e deve continuar sua formação profissional após o término do contrato. E os resultados são muito positivos: todos os anos vários jovens participantes dos nossos projetos são aprovados nos vestibulares. Ao final do contrato, a maioria dos jovens são admitidos pelas empresas ou conseguem um novo emprego em função da rede de contato conquistada durante o projeto.

Benefícios às empresas contratantes

- Atendimento às exigências legais monitoradas pelo Ministério Público do Trabalho;
- Redução de encargos trabalhistas no registro desses jovens;
- Contribuição com o desenvolvimento social da nossa cidade, uma vez que os jovens atendidos residem em área de risco e vulnerabilidade social;
- Contribuição na redução do número de jovens envolvidos com drogas, prostituição e tráfico, e consequentemente, redução dos números da violência de nossa cidade. Quando os jovens residentes nessas áreas de risco não se envolvem em atividades produtivas ficam propensos ao envolvimento em atividades ilícitas;
- Reforço na imagem de empresa como responsável e preocupada com as questões sociais.